Supermercado é condenado por não dar condições de vida a lagostas


Na Áustria os direitos dos animais parecem que estão sendo levados à sério. Pelo menos, uma rede de supermercado que não respeitou as boas condições de vida das lagostas que vende, amargou na segunda-feira, dia 8, uma decisão favorável aos crustáceos.

A Corte do Administrativo de Viena, na Áustria, condenou a rede de supermercados a pagar multa de 316 euros ou submeter o empregado responsável pela manutenção dos crustáceos a cumprir dois dias e 13 dias de prisão por ter infringido a lei de proteção aos animais.

Para chegar a esta decisão constatou-se que as lagostas vivas colocadas à venda no aquário ocupavam “um espaço muito pequeno, sem um solo adequado (pedras ou areia) e sem nenhuma possibilidade de movimentação, com as pinças atadas”, destacaram os juízes na argumentação da condenação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s