Uma exuberante viagem aos Quilombos


Durante a escravidão no Brasil, época que marcou os séculos  XVII e XVIII, os negros escravos que conseguiam fugir com medo dos maus tratos, constantemente provocados, tentavam se resguardar em locais bem escondidos e fortificados no meio das matas. Tais locais receberam o nome de Quilombos.

Nestas comunidades, que abrigavam muitos escravos, os homens viviam de acordo com a sua cultura, plantando e produzindo em coletividade. Passado um tempo, as comunidades foram adquirindo força e se espalhando por váris pontos do país. Centravam-se principalmente pelos atuais estados da Bahia, Pernambuco, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Alagoas.

Grande parte da fuga dos negros foi influenciada por uma invasão holandesa no ano de 1630, nas terras dos senhores de engenho, fator este que os obrigou a abandonarem suas terras. Os escravos, por sua vez, não perderam tempo e acabaram se beneficiando com o deslocamento, facilitando os projetos de fuga.

Aproveitando desse fato, os negros se refugiaram para o Quilombo dos Palmares, localizado em Alagoas.

No ano de 1670, a comunidade dos Palmares já abrigava em torno de 50 mil escravos, os quais ficaram conhecidos como quilombolas. Como forma de sobrevivência, eles costumavam pegar alimentos às escondidas das plantações e dos engenhos existentes em regiões próximas; situação esta que incomodava os habitantes.

Tais ações, fizeram com que tanto os holandeses quanto o governo de Pernambuco, combatessem os negros, em uma luta que durou em média 5 anos.  No entanto, após tanta luta e opressão, os escravos chefiados por Zumbi, foram derrotados.

Apesar da derrota, os quilombos representaram um papel fundamental para a hitória de luta, resistência e combate à escravidão, rejeitando a cruel forma de vida. Assim, os negros buscavam a liberdade e uma vida com dignidade, resgatando a cultura e a forma de viver que deixaram na África.

Atualmente, ainda existem patrimônios quilombolas e complexos arquitetônicos de inspiração africana que servem de atração turística para muitos visitantes. Um deles é o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, localizado na serra da Barriga em Alagoas, ponto exato onde se constituiu a maior comunidade quilombola do Brasil.

Para mais informações sobre passseios e preços, acesseo o site: www.quilombodospalmares.org.br

Fontes: brasilhistoria.net

             wikipedia.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s