Tenha cuidado com seu bichinho nas festividades de fim de ano


(Fonte: Gettyimages)

(Fonte: Gettyimages)

A agitação das reuniões em família e dos fogos de artifício das festas de fim de ano podem trazer situações de risco para um dos membros mais queridos das famílias, os cães e os gatos. Nossos animais de estimação, principalmente os mais sensíveis, são os que mais sofrem nesta época do ano. Para manter o animal calmo é preciso afastá-lo das festas e não mudar sua alimentação diária.

Evite alimentar o animal com restos de comida das festas. Os quadros de intoxicação alimentar em animais aumentam no final do ano. Os condimentos e algumas frutas como o pêssego usados no tempero dos pratos comemorativos podem causar perfurações intestinais, obstruções, engasgos e enjoos. Geralmente, quem costuma dar comida inapropriada aos animais são as visitas e as crianças. Fique de olho!

Outro problema são as bebidas alcoólicas que mesmo em pequenas quantidades pode causar o coma e, em casos mais graves, até a morte. Avise aos convidados para que não deixem copos com bebidas alcoólicas espalhados pela casa.

O maior problema é a queima de fogos de artifício, pois são responsáveis por inúmeros casos de acidentes, muitos deles fatais para os animais. Desorientados, além de causarem danos a si mesmos, podem causar danos a outros animais e também a pessoas.

Os cães são os mais afetados por possuírem audição mais avançada. Eles correm desorientados e tendem a terem comportamento incomum, como pular obstáculos que normalmente não transporiam, fugir de casa a procura de lugar seguro, serem enforcados pela coleira, afogarem-se em piscinas, se esconderem em lugar de difícil acesso, etc.

Veja abaixo algumas dicas para manter seu animalzinho a salvo durante as festividades:

– Não deixe seu bicho sozinho fora de casa, mesmo preso por uma guia ou por uma cerca baixa. Eles podem escapar, se perder ou machucar a si mesmos. Quanto aos animais pequenos, mantenha-os sempre dentro de casa;
– Deve-se verificar se as cercas, muros e portões estão conservados e se adequados para evitar a fuga do animal;
– Remova quaisquer objetos afiados de perto do animal;
– Pode-se tentar ligar a TV ou o rádio e ir aumentando gradualmente o volume para que o animal se distraia e se acostume com o som alto;
– Evite deixar o animal perto de fogos de artifício;
– Compre uma coleira com identificação para que, caso ele fuja ou se perca, algum bom samaritano possa devolvê-lo;
– Se for viajar, procure alguém íntimo que conheça bem o animal para cuidar dele. Se não houver ninguém, a melhor opção é deixá-lo em um hotel apropriado para animais;
– Caso o animal seja muito agitado, converse com o veterinário sobre a possibilidade de um tranquilizante ou sedativo leve para acalmar o animal e evitar transtornos;
– Não mude a rotina alimentar do animal, continue com a ração e mantenha a água sempre limpa;
– Mantenha o quintal livre de quaisquer vestígios de bombinhas e fogos de artifício.

Fonte: Turismo 4 Patas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s